À guisa de apresentação

A Academia de Letras de Maringá, fundada em 07 de setembro de 1997, nesses seus quase 12 anos de existência tem procurado participar cada vez mais da vida cultural de Maringá e região, promovendo palestras e eventos culturais que levam o nome de nossa cidade para todo o Brasil e vários outros países, a exemplo das quatro edições do Concurso Literário “Cidade de Maringá”, e assim, tem feito brotar novos escritores, novos poetas e novos livros: obras para a eternidade.

Todo escritor é um sonhador, e seu maior sonho é ver um pouco de si imortalizado em suas obras, mantendo vivos seus personagens, seus versos, suas idéias, suas experiências, suas angústias, seus amores e desamores.

Em 1999, quando a instituição ainda engatinhava, buscando um espaço – ainda que pequeno – na história da Cidade Canção, veio a lume a primeira coletânea de textos dos membros da Academia de Letras de Maringá.

A idéia de publicar uma amostra da produção literária de um grupo de escrita tão heterogênea não passava nem perto da unanimidade, mas vingou, e vieram outras: as de 2002, 2004 e 2007.

Contando com a participação dos atuais 39 acadêmicos na condição de membros efetivos, apresentamos a Coletânea 2009 da Academia de Letras de Maringá, com textos em prosa e verso nos mais variados estilos. Se alguns não exibem sua alma na perfeição da língua douta, outros caminham mais à frente, contribuindo, todos, de uma forma ou de outra, para o enriquecimento da produção literária desta cidade e, quem sabe, de outros rincões.

Pela quinta vez, o leitor tem em suas mãos a oportunidade de conhecer um pouco mais da ALM e de seus acadêmicos, que aqui se mostram sem receios, que se desnudam diante da visão crítica de seus pares e de toda a comunidade, certos de que toda experiência e todo ponto de vista, por mais díspares que possam parecer ao leitor, é material precioso na amálgama da formação de seres mais completos. E texto é dueto! Só há razão e lógica em se escrever se houver olhos para apreciar, criticar ou questionar.

Que a leitura seja prazerosa!

Ad immortalitatem!

Olga Agulhon – Presidente

Eliana Palma – Secretária Geral

***